Vanessa Spiandorello Borges

O ano era 2013. Vanessa tirou um final de semana para sair com uma turma de amigas. A antiga Woods, conhecida pelas festas sertanejas, foi o lugar escolhido. Carol, que estava nesse grupo, falou que o irmão iria junto, porque estava sozinho e ele queria companhia. “Neste dia, os amigos do Marcos não puderam sair. Foi ali que a gente se conheceu, o papo fluiu e já nos seguimos nas redes sociais.”

A história de Vanessa Spiandorello Borges e Marcos Sartori nasceu assim, sem pretensão. “No segundo encontro, algumas semanas depois, o Marcos me tirou para dançar e, no fim da dança, ele me beijou. Naquele dia mesmo, eu já me apaixonei pelo abraço dele.” Desde esse dia, foram dois anos de namoro. O noivado veio logo em seguida. A percepção em dar um passo a mais no relacionamento surgiu de Marcos, pois ele já morava sozinho e queria experimentar uma vida de casal. “Optamos por fazer um “test drive”. Deu certo! Quanto mais tempo passávamos juntos, mais vontade tínhamos de oficializar nossa união, quando enfim noivamos e marcamos a data do casamento!”

Por dois anos, ficaram noivos. Vanessa gosta de brincar que tiveram um de bônus por causa da pandemia. A escolha do casamento se deu pelo desejo de construir uma família, quando houve o sentimento de uma relação consolidada. Foi aí que entrou a Ana Dotto. “Eu já acompanhava o trabalho da Ana pelas redes sociais há algum tempo e quando nos reunimos pela primeira vez, não tive dúvidas que ela seria a melhor pessoa para fazer o vestido que eu imaginava se tornar realidade.”

Ela já tinha o vestido em mente, mas precisava transformar a ideia em algo real. A Ana auxiliou na escolha dos tecidos, rendas, entre outras opções, adaptando às necessidades da Vanessa. O sonho era um vestido modelo sereia, para se sentir confortável. “Ele foi bordado em pérolas e com aplicações de renda. Com um decote em V nas costas. Também fiz questão de escrever o nome das mulheres solteiras na barra do vestido hehe.”

Então chegou o dia do casamento. Os dois oficializaram a relação na casa de eventos Altos do Vale. Vanessa, desde muito nova, queria casar ao ar livre, tendo o pôr do sol como plano de fundo.  “No dia do casamento, começou a chover algumas horas antes do horário marcado para começar a cerimônia, com temporal e tudo! Mas como em uma benção divina, quando não podíamos mais esperar, o céu abriu e o sol apareceu! Tivemos a sensação de sonho realizado e ficamos muito felizes por tudo ter ocorrido da forma como havíamos planejado! Nossa festa foi linda e super animada!”

Para ela, “Casar é oficializar a união entre duas pessoas que se amam e decidiram compartilhar suas vidas e construir uma unidade.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os vestidos de noiva que nunca saem de moda

O vestido precisa sempre ser branco?