Priscila de Moura

Existe amor no aplicativo de paquera. Sim! E uma das nossas noivas é a prova disso. Após conhecer o amor da sua vida no Tinder, Priscila de Moura se casou de vestido Ana Dotto em Oslo, na Noruega. 

Essa história começou porque Priscila já estava interessada em se mudar para Europa em 2017. Queria fazer algumas amizades antes de viajar, mas não imaginava que iria se apaixonar, muito menos, se casar! 

No aplicativo, conheceu um jovem norueguês chamado Joakim e logo começaram a conversar e a se dar bem. Apenas três meses depois, ela viajou para a Noruega para conhecê-lo pessoalmente. “Era 25 de dezembro de 2017, bem no Natal”, lembra Priscila. 

Após passar um mês com Joakim na Noruega, ela voltou ao Brasil, onde terminou a faculdade de Comércio Exterior e conseguiu trabalho como AuPair na Noruega, em 2018. Joakim aprendeu um pouco de português e ela um pouco de norueguês. A comunicação, portanto, é principalmente, em inglês. 

O casamento já estava sendo planejado quando Priscila veio ao Brasil visitar a família e foi pega de surpresa, como todo mundo, pela pandemia do coronavírus. “Ficamos oito meses separados, foi horrível”, conta. “Eu ia voltar logo, para nos casarmos em junho, mas a pandemia fechou as fronteiras. Ele não podia ir para o Brasil e eu não podia ir para a Noruega. Ficamos muitos meses separados.”

Com o tempo que precisou ficar no Brasil, Priscila decidiu continuar planejando o casamento, para que ele pudesse acontecer em uma nova data. Com as lojas de venda de vestidos todas fechadas, ela acabou chegando no Ana Dotto Atelier. “E me me encantei”, diz. “A Ana já me perguntou dos meus gostos, referências… Quando cheguei lá, ela tinha só duas semanas para fazer o vestido!”

Por sorte, Priscila se apaixonou por um modelo de vestido de noiva pronto, que estava à mostra no atelier. “Era um vestido que ela havia usado num editorial e eu amei. Só precisou fazer alguns ajustes. Era comprido, bem simples, tem um bordado na cintura, e nada mais além desse bordado. É justo até o quadril, daí abre um pouco, num estilo meio sereia. Eu entrei na loja e aquele o vestido estava pendurado no cabide. Na hora, eu pensei: ‘Que lindo!’ Pedi para provar e amei.”

O casamento foi realizado na Noruega em outubro. “A Ana me ajudou até a colocar o vestido dentro da mala. Teve todo um cuidado de enrolar, colocar o papel de seda… Realmente, é uma emoção viajar com um vestido de noiva.”

A celebração em Oslo foi realizada na Rådhuset Oslo, no mesmo dia em que estavam celebrando a entrega do Prêmio Nobel. “Jantamos no restaurante com família e amigos próximos, teve um limite de 12 pessoas. Então pudemos convidar 10. Depois, fomos num bar com os amigos. Em 2021, o casamento será no Brasil para a minha família e amigos.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uma nova forma de casar

Natalia da Silva