Paula Cislaghi

“Conheci o trabalho da Ana pelas redes sociais, aí alguém comentou que viu uma exposição de vestidos dela em um salão de beleza e eu decidi marcar uma conversa com ela. Já estava decidida que queria um vestido sob medida e que não queria sair de Caxias para encontrá-lo. Cheguei no atelier com várias referências. Escolhi um vestido todo liso, de crepe, semi-sereia, de alça, com as costas de fora. Ele tinha flores de seda bordadas na parte de trás e a cauda toda trabalhada (essa cauda, na hora da festa, a gente tirou).

O processo todo foi bem tranquilo, fiz quatro provas, e na segunda já tive ideia de como ele ficaria. A Ana me atendeu pessoalmente nas quatro vezes, então eu fiquei super tranquila e segura. E ela arrumou tudo o que precisava. A gente foi adaptando, trabalhamos juntas nas ideias da construção da cauda. Meu casamento foi em Gramado, então eu já estava lá, e a minha sogra que foi ao atelier buscar o vestido. Ficou bem como eu esperava!

A cerimônia foi num fim de tarde, ao ar livre. As mulheres da família comentaram que acharam o vestido bem elegante e se apaixonaram pelos detalhes das costas. Uma das coisas mais especiais foi que a Ana foi no casamento. Ela me vestiu, ajeitou alguns detalhes e costurou à mão a cauda, lá no dia. Aquela cauda enorme… não daria certo se ela não estivesse lá. E eu já iria convidá-la para o casamento de qualquer forma… Faria tudo igual de novo.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bruna Polidoro Miotto

Maria Fernanda Ronchetti Grillo