Mariana Kolling de Mattos Magalhães e Patrícia de Mattos Magalhães

Mariana e Patrícia sempre souberam que iam se casar! Desde o início do relacionamento, elas já idealizavam como seria a cerimônia.

A mesma certeza não se repetiu na hora de escolher o vestido. Mari e Pati procuram em algumas lojas, mas nenhum lhes agradou totalmente e decidiram falar com a Ana. “Conhecemos o trabalho da Ana através de amigas que casaram e fizeram o vestido no atelier e eu adorei”, lembra Mari.

Pati, que já tinha pré-escolhido um vestido pronto, ao falar com Ana, repensou. “Falei como imaginava o vestido, ela desenhou, e o croqui ficou exatamente como o que tinha na cabeça”, conta Pati.

Os atendimentos das noivas foram separados: elas não queriam ver o vestido uma da outra antes do grande dia. Foi só quando chegaram no altar que viveram esse momento.

Elas contam que o vestido combinava muito com a personalidade de cada uma e, por se conhecerem tão bem, já imaginavam como seria o vestido da outra. Tudo foi segredo, até o dia do casamento.

“Acho muito interessante a história dos nossos vestidos. Eu tinha uma ideia de como seria o da Pati, até mostrei um modelo para ela, mas ela negou. Quando vi ela entrando só dei risada porque era exatamente como eu tinha pensado. A Pati também disse que o meu vestido ficou como ela imaginava”.

Os vestidos tinham também um detalhe especial: uma capa que complementava a outra, com detalhes brilhosos e raios coloridos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tendências de Vestidos de Noiva para 2022

Os vestidos de noiva que nunca saem de moda