Maíra Marcon Bortoncello Fedrizzi

Quando era mais jovem, Maíra Marcon Bortoncello Fedrizzi pensava que o dia do seu casamento teria uma grande festa. Mas, com o passar dos anos, começou a achar que o evento poderia ser algo menor, apenas para os noivos. E foi assim que ela e o Gustavo Zatti Fedrizzi se casaram. Estilo de casamento que combinou bem com um ano de restrições para grandes eventos.

Os preparativos para o casamento começaram em janeiro de 2020, quando Maíra e Ana Dotto conversaram pela primeira vez. “Já tinha visto algumas pessoas fazendo vestidos com a Ana, uma amiga minha também estava planejando fazer o vestido com ela. Acho o serviço dele bem diferenciado. O fato dela ter tudo em um só lugar, estilista, tecidos, costura, me chamou atenção”.

O vestido ficou pronto em setembro de 2020. Como Maíra mora em São Paulo, as provas, quatro no total, foram mais espaçadas. O vestido de noiva é romântico, rendado, mais leve e minimalista. “A Ana é uma querida, super solícita. Ela pega todas as tuas ideias e coloca no papel, consegue desenhar aquilo que, às vezes, a gente não consegue nem entender que quer. Foi impecável”.

Os noivos tinham decidido se casar fora do país, na Toscana, Itália, mas a pandemia mudou o roteiro do casamento. “Não conseguimos ir para a Itália e aqui no Brasil também não tinha como realizar uma cerimônia. Resolvemos fazer algo só para nós dois”, lembra Maíra.

O local escolhido? Uma praia paradisíaca da Tanzânia, África. O casamento, que ocorreu em maio deste ano, contou com a presença dos noivos, do celebrante e da equipe que organizou a cerimônia. “Foi um momento especial que aproveitamos muito, só nós dois, nosso amor e nossa alegria naquele dia, foi bem especial”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O vestido de noiva precisa ser sempre longo?

A festa pode não ser grandiosa, mas o vestido sim