Bruna Faccin Beust Minuzzi

Quando Bruna Faccin Beust Minuzzi decidiu que iria se casar, não imaginava que o processo de produção de seu vestido de noiva seria uma questão de autoconhecimento. Bruna já tinha ouvido falar do trabalho da Ana Dotto na região de Santa Maria, onde a estilista também tem um atelier. “Quando eu comecei a pesquisar sobre meu vestido, logo pensei nela, olhei várias fotos no Instagram e adorei o trabalho, então resolvi agendar um encontro”, conta a noiva.

Natural de Santa Maria (hoje mora em Novo Hamburgo), Bruna casou-se em novembro 2019; o primeiro encontro com a Ana foi um ano antes. Ela conta que naquela época, não sabia exatamente como queria o vestido. Até imaginava que seria no estilo princesa, mas tinha muitas dúvidas. No atelier, experimentou vários modelos e acabou gostando do semi-sereia. Após aquele encontro, pesquisou outras referências, organizou a mente e pensou em um vestido que combinasse com a ocasião (um casamento ao ar livre, em um campo, no fim da tarde). “Eu tive outro encontro com a Ana, conversei com ela, ela redesenhou o vestido e ficou exatamente como eu queria”.

O processo de produção do vestido durou cerca de oito meses, as provas foram feitas em Santa Maria e em Caxias. Bruna lembra que, inicialmente, imaginou que casaria com um vestido princesa, com o cabelo solto e sem véu. Mas acabou casando completamente diferente: com um vestido semi-sereia, off white, com o cabelo preso e véu (!). “A cada prova, a cada encontro, eu ia vendo o que mais fechava com o que eu queria. Isso é bem impactante, porque às vezes a gente pensa que vai ficar legal, mas acaba se envolvendo e vai mudando. A Ana foi essencial para que eu conseguisse descobrir o que exatamente queria, a gente fica confusa, são muitos modelos e opções, mas eu amei o resultado, foi muito bacana toda essa construção”, comenta.

Bruna conta que quando o vestido já estava pronto, quis um laço de tule nas mangas. “A Ana fez na hora, ela cortou o tule e ficou lindo. O atendimento foi excelente, ela sempre super querida e atenciosa, eu mudei várias coisas, acrescentando detalhes no vestido e ela foi ajudando no decorrer desse processo”.

Além do vestido longo, a noiva fez com a Ana um segundo vestido para uma celebração religiosa em uma capela. “Era uma celebração íntima, para a família, eu queria um vestido simples que também pudesse ser usado em outras ocasiões”. O resultado foi um vestido branco, em renda, abaixo do joelho. “Ficou muito lindo e atendeu a expectativa, ele é perfeito para várias ocasiões”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Referências para o vestido de noiva. Por onde começar a pesquisa?

Vendemos o vestido número mil